Quem cuida da mente, cuida da vida!

Campanha Setembro Amarelo

Conscientizar a população é extremamente importante, pois identificar os sinais pode realmente ajudar a salvar uma vida, seja a sua ou a de outra pessoa!

Há tempos, a ansiedade e a depressão são temas recorrentes quando se fala em saúde mental. A correria do dia a dia, o estresse, as cobranças, questões familiares, a falta de tempo para atividades prazerosas e outros assuntos acabam levando muitas pessoas a um estado de ansiedade, e, em alguns casos, a uma depressão.

Com a chegada da pandemia causada pelo novo Cororavíus, pudemos observar causas diferentes para os mesmos sintomas. A insegurança, a incerteza com o futuro, o medo de infecção, as perdas de entes queridos, a mudança da rotina diária, a adaptação a novos procedimentos de cuidados com a higiene, o isolamento social são algumas das causas de impacto na saúde mental após o início da pandemia.

A Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) realizou uma pesquisa no mês de junho, que apontou um aumento de 47,9% do número de consultas com médicos psiquiatras em virtude da pandemia. Essa pesquisa mostrou que 67,8% dos médicos afirmaram terem recebido pacientes novos após o início da pandemia, ou seja, pessoas que apresentaram sintomas psiquiátricos pela primeira vez. Houve ainda agravamento de 89,2% nos quadros psiquiátricos pacientes devido à pandemia de Covid-19.

Pandemia e a Epidemia oculta: transtornos psicológicos como ansiedade e depressão representarão uma segunda onda de estragos à saúde

O Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. Todos os anos são registrados cerca de 12 mil suicídios no Brasil e mais de 1 milhão de casos no mundo. Estima-se que 90% dos casos suicídios poderiam ser prevenidos se houvesse intervenções adequadas. Desses casos, a grande maioria está relacionada a transtornos mentais, sendo a depressão a primeira das causas, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Nos últimos tempos, temos observado uma maior preocupação e sensibilização dos gestores de órgãos públicos com o tema da saúde mental. A criação de espaços de discussão e socialização contribuem para que temas como esse e outros possam ser debatidos abertamente dentro do serviço público.

Conscientizar a população é extremamente importante, pois identificar os sinais pode realmente ajudar a salvar uma vida, seja a sua ou a de outra pessoa! Para isso, precisamos ter empatia com a dor do outro por mais que ela possa nos parecer estranha. Podemos acolher sem criticar, escutar sem julgar e o mais importante: ouvir com atenção e carinho aqueles que estão passando por momentos difíceis e se sentem abertos para falar conosco.

É sempre difícil expor o que sentimos sem sermos julgados. Mas em tempos de isolamento físico e tantas inseguranças, uma conversa pode fazer muita diferença para aqueles que passam com momentos de ansiedade e depressão. O suicídio é um ato complexo e extremo de uma pessoa que está em sofrimento. Entender e acolher as pessoas é uma forma preventiva a essa ação.

Cabe lembrar que o acompanhamento médico é essencial para um tratamento adequado!

Há muitas formas de prevenção e cuidados com a saúde mental: uma boa alimentação, praticas de atividades físicas, leitura, meditação, aprender a tocar um instrumento musical, ter algum hobby, tomar sol para repor a vitamina D, manter conversas com pessoas queridas, ouvir música, cantar e dançar etc.

O cuidado e a preocupação com a saúde mental não deve ocorrer apenas em setembro. A prevenção é muito importante e o tema merece nossa atenção durante todo o ano. Cuidado com a saúde é o maior ato de amor consigo e com os outros.

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, de forma voluntaria e gratuita todos os dias.

https://www.setembroamarelo.com/

Informações sobre o atendimento pelo número: 188 ou acesse https://www.cvv.org.br/

A SEQUALI atenta aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável , principalmente no que se refere à Sáude e Bem-Estar, ODS-3, elaborou uma agenda para o mês de setembro, com foco na prevenção e na manutenção da nossa saúde mental.

“Falar é a melhor solução”

Fique ligado no Cronograma da Campanha SETEMBRO AMARELO:

15/09/2020 às 15 horas: Bate-Papo sobre Bem-Estar com o Nutricionista e Preparador Físico Eduardo Lustosa:“Ser saudável não é apenas sobre o que se come, ou sobre perder peso. É também sobre o que você pensa, diz e faz. É sobre ganhar vida.”

Eduardo Lustosa é proprietário da Uniclass Fitness.

https://www.instagram.com/dr.eduardolustosa/

https://www.instagram.com/dietasemdietaoficial/

22/09 às 15 horas: Roda de Conversa com o tema: “Para (não) dizer adeus!”. A intermediação será feita por Christina Borges, Terapeuta Cognitivo Comportamental, Consteladora Familiar.

Psicóloga com formação em Psicologia Cognitivo Comportamental, Constelação Familiar segundo Bert Hellinger, EMDR, Brains Potting e Psicopedagogia.

Quase 10% dos brasileiros manifestam sintomas que se dividem entre: os ataques de pânico, as fobias, os transtornos obsessivos compulsivos, o estresse pós-trauma e a ansiedade generalizada.

Qual é o impacto do isolamento/afastamento social na saúde mental da população? Além disso, saiba quais são os motivos para o desenvolvimento da crise de ansiedade e depressão, os principais comportamentos que servem como sinal de alarme e, como é possível cuidar de si mesmo e dos entes queridos neste período. A importância da reinvenção no jeito como expressamos afeto e solidariedade.

http://www.chrisborges.com.br/

https://www.instagram.com/chrisborgespsicologa/

Os dois encontros serão realizados pela plataforma Microsoft Teams. Para se inscrever, envie um e-mail para qvt@mma.gov.br com seu endereço eletrônico corporativo, que um link de acesso para a entrada da reunião será enviado em seguida.

#vocênãoestásozinho