“Quanto antes melhor” -Outubro Rosa: mês de conscientização sobre o câncer de mama.

Outubro Rosa é um movimento, já conhecido internacionalmente, de conscientização para o controle e a prevenção do câncer de mama. Foi criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G.Komen for the Cure, e teve sua comemoração instituída no Brasil pela Lei nº 13.733/2018.

A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) lançou o movimento de conscientização “Quanto antes melhor”, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção do câncer de mama. O objetivo do movimento é compartilhar informações e promover o debate sobre a doença, de forma a contribuir para a redução da mortalidade.

Tanto no Brasil como no mundo, o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres, com a taxa de 25% dos casos novos de câncer a cada ano, sendo que, no Brasil, esse percentual é de 29%.

O pico de incidência do câncer de mama ocorre entre os 55 e 64 anos de idade. Apenas 2% dos diagnósticos são realizados em mulheres abaixo de 35 anos.

O câncer de mama tem 95% de chance de cura quando descoberto no início da doença. Com a doença diagnosticada, além dos procedimentos médicos indicados, fatores psicológicos influenciam muito no tratamento da doença.

Em relação a prevenção, o câncer de mama não é uma doença totalmente prevenível, pois são vários os fatores relacionados ao seu surgimento e por ser assintomático em algumas mulheres. Assim, a prevenção é feita por meio do autoexame, dos exames clínicos e pela manutenção de uma boa alimentação e uma rotina de prática de exercícios físicos.

Em 2020, as campanhas de prevenção e cuidados com saúde assumem grande importância, pois a identificação e o tratamento de algumas doenças podem ser prejudicados pelo isolamento social ocorrido em função da pandemia do Covid-19.

A Seção de Qualidade de Vida no Trabalho (SEQUALI/CGGP/SPOA/SECEX/MMA) enfatiza a necessidade de realizar os exames clínicos de forma constante e preventiva, o que pode ser feito com os Exames Médicos Periódicos promovidos pelo MMA. Cabe lembrar da importância do autoexame, em que a mulher, conhecendo bem seu corpo, pode analisar e identificar alguma alteração ou anormalidade que a alerte para a necessidade de procurar um médico.

É muito importante estar atenta a possíveis sinais e sintomas:

– alterações no tamanho ou forma da mama;
– nódulo único e endurecido;
– vermelhidão, inchaço, calor ou dor na pele da mama, mesmo sem a presença de nódulo;
– nódulo ou caroço na mama, que está sempre presente e não diminui de tamanho;
– sensação de massa ou nódulo em uma das mamas;
– sensação de nódulo aumentado na axila;
– espessamento ou retração da pele ou do mamilo;
– secreção sanguinolenta ou aquosa nos mamilos;
– assimetria entre as duas mamas;
– presença de um sulco na mama, como se fosse um afundamento de uma parte da mama;
– endurecimento da pele da mama, semelhante a casca de laranja;
– coceira frequente na mama ou no mamilo;
– formação de crostas ou feridas na pele junto do mamilo;
– inversão do mamilo;
– inchaço do braço;
– dor na mama ou no mamilo.

Você está em dia com seus exames?

Fontes:

Ministério da Saúde: http://bvsms.saude.gov.br/ultimas-noticias/3309-quanto-antes-melhor-outubro-rosa-mes-de-conscientizacao-sobre-o-cancer-de-mama

Instituto Nacional de Câncer (INCA): https://www.inca.gov.br/controle-do-cancer-de-mama/acoes-de-controle/deteccao-precoce

Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM): https://www.sbmastologia.com.br/noticias/outubro-rosa-sbm-lanca-movimento-quanto-antes-melhor-e-chama-a-atencao-para-a-vida-saudavel/